PÓS-JOGO: Guerrero perde gol incrível, Cássio salva e Timão fica no 0 a 0 com Fluminense

    Belas defesas de Cássio e um gol perdido por Guerrero, sem goleiro, determinaram o empate sem gols entre Fluminense e Corinthians neste domingo, no Maracanã, pela terceira rodada do Brasileirão.

    Com o terceiro treinador no campeonato, após saídas de Cristovão Borges e Ricardo Drubscky, o Flu começou a se reconstruir com Enderson Moreira, de volta após quatro anos. Com menos de um minuto, o time ofensivo, dos jovens e bons Vinicius e Gerson, mostrou sua cara. Giovanni cruzou, Fábio Santos e Ralf bateram cabeça e Gerson bateu para a primeira boa defesa de Cássio.

    A outra boa chance só apareceu aos 41 minutos. Jean apareceu sozinho e arriscou de longe. O goleiro corintiano espalmou e, no rebote, Vinicius acertou a trave.

    O Timão, que teve Tite de volta no início do ano, a cada jogo também tenta se reconstruir. Neste domingo, a equipe fez seu 33º e ainda sofre para voltar a jogar. Elias, sem estar 100%, deu lugar a Bruno Henrique. O 4-1-4-1 que encantou foi trocado pelo 4-2-3-1. Mas Mendoza e Jadson não colaboraram para o esquema dar certo.

    No segundo tempo, os cariocas começaram melhores, novamente. Outro bom chute de Gerson, outra bela defesa de Cássio. No rebote, Fred, impedido, tentou e o Paredão do Corinthians não deixou passar nada. Já era o maior responsável pelo placar, até que…

    Em uma saída de jogo, Gum perdeu a bola para Petros, que invadiu a área, viu Diego Cavalieri sair e rolou para Guerrero, sem goleiro, só fazer. Seria o 55º gol do peruano, que igualaria Dentinho como o maior artilheiro do Corinthians no século 21. O desfecho foi um chute torto e inacreditável, emblemático para a iminente saída do jogador, que não terá o contrato renovado após 15 de julho.

    A jogada fez a equipe paulista crescer e começar a tocar mais a bola. Jadson, embora apagado, deu bom passe para Petros e depois soltou uma bomba de fora da área, que Cavalieri espalmou para escanteio.

    O 0 a 0 deixa claro que Enderson Moreira e Tite ainda têm muito a trabalhar. Mesmo que em estágios diferentes.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians