PRÉ-JOGO: Cristóvão Borges mantém legado de Tite em estreia pelo Corinthians

    Acostumado a assumir o comando de clubes em má fase, o técnico Cristóvão Borges encontra cenário diferente em sua estreia pelo Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), contra o Atlético-MG, no Mineirão, pela 10ª rodada do Brasileirão.

    Com um time montado e uma ideia de jogo trabalhada por Tite há um ano e meio, o novo comandante tem como objetivo inicial manter boa parte do legado do colega, que só deixou o Corinthians porque aceitou convite da CBF para dirigir a seleção brasileira.

    Por isso, o primeiro jogo de Cristóvão no Timão terá muito de Tite. As únicas duas mudanças previstas são a entrada de Vilson no lugar de Balbuena, suspenso, e a volta de Giovanni Augusto depois de se recuperar de lesão muscular. A estrutura tática, inclusive, deve ser a mesma das últimas partidas.

    Cristóvão tem mentalidade ofensiva e já estava acostumado a trabalhar com times que jogam no 4-2-3-1, tal qual o Corinthians passou a fazer no Campeonato Brasileiro. Ele quer colocar suas ideias no time, mas aos poucos, sem deixar os jogadores perderem características e movimentos que aprenderam durante o período de Tite.

    Bruno Henrique, por exemplo, será peça-chave no novo esquema. Autor de dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo, neste domingo, ele vai continuar com liberdade para subir ao ataque e se infiltrar na área adversária. Mesmo jogando como primeiro volante – Rodriguinho, mais uma vez, vai atuar ao seu lado no meio-campo.

    – Tivemos pouco tempo, mas ele (Cristóvão) quer que a gente jogue solto no campo. Aqui tem muita pressão, mas ele quer que a gente se solte em campo, está passando confiança. Esperamos crescer muito com ele – elogiou Bruno Henrique.

    O sistema defensivo ficará mais forte quando Cristóvão tiver elenco completo à disposição – nesta quarta, ele não terá os titulares Balbuena e Yago. A maior preocupação é com o setor ofensivo, com quem joga mais perto do gol adversário.

    O trio de meias formado por Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto tem funcionado bem, mas a posição mais avançada do ataque será alvo de testes. Romero e Luciano são os nomes da vez, enquanto André se recupera de uma cirurgia de hérnia.

    Cristóvão pediu reforços para o elenco e, tal qual Tite, tem um centroavante como prioridade. Com a abertura da janela internacional, as opções aumentam. Aos poucos, o novo técnico vai tentar dar sua cara ao Corinthians, mas sem deixar de lado o legado de seu antecessor.

    Veja Também

    Comments (4)

    1. Avatar
      Eder Sedano

      Diretoria OMISSA FDP, PRECISAMOS DE REFORÇOS URGENTES. Não da para fazer milagre todo ano, ainda mais sem o Tite. Precisamos de um zagueiro ( Kleber- ex-Corinthians), um primeiro volante (Otávio-Atl. Paranaense), um meia armador que resolva (Conca) e um centroavante (Nico López- Roberto de Andrade, Edu, Alessandro e Andrés Sanchez!!!

    2. Avatar
      Victor Chuk

      Pqp esse time ta muito ruim!! Culpa da diretoria

    3. Avatar
      Charles Sueli

      É isso ai

    4. Avatar
      Ogue Brito

      É só dar segmento no trabalho garoto, esse time foi montado para ganhar tudo em 2017!

    Comments are closed.