PRÉ-JOGO: Timão joga pela vaga contra Guaraní e encara maior desvantagem da era Tite

    O Corinthians terá de superar, contra o Guaraní, do Paraguai, nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), em Itaquera, o maior desafio da era Tite em mata-matas para continuar na Taça Libertadores.

    Sob o comando do treinador mais vencedor de sua história, o Timão nunca precisou inverter uma desvantagem tão grande em confrontos eliminatórios.

    Com a derrota por 2 a 0 no Paraguai, quarta-feira passada, o Corinthians é obrigado a vencer por três gols de diferença. Se devolver os 2 a 0, leva a disputa da vaga às quartas de final para os pênaltis.

    Já os paraguaios podem perder por um gol ou até por dois, desde que marquem ao menos um (3 a 1, 4 a 2, 5 a 3…). Com Tite no comando, o Timão só esteve atrás contra o Boca (1 a 0), em 2013, e diante do Luverdense (1 a 0), no mesmo ano, pela Copa do Brasil.

    O clima é de final. A diretoria abriu os portões da arena para a torcida no último treino como forma de incentivar os jogadores e espera as arquibancadas com mais de 40 mil alvinegros nesta quarta. Mais do que apoio, porém, o Timão necessita voltar a jogar bem. Nas últimas sete partidas, conquistou apenas uma vitória.

    O chileno Enrique Osses apita a partida. Marcelo Barraza e Christian Schiemann são os assistentes.

    Veja Também