Pressionado pelos rivais ao título, Carille admite que pode mudar Corinthians contra o Botafogo

    Com nove pontos de vantagem para Grêmio, Palmeiras e Santos na classificação do Campeonato Brasileiro, o Corinthians entra em campo na próxima segunda-feira (23) para enfrentar o Botafogo, às 20h, no Estádio Nilton Santos, pela 30ª rodada. Mesmo ainda com boa folga na ponta, o time vive uma fase de pressão, principalmente pelos resultados do segundo turno. Durante o treinamento deste sábado, no CT Joaquim Grava, o técnico Fabio Carille esboçou novamente algumas alterações no decorrer da atividade.

    Real, Juve e Bayern no FOX Sports 

    O treinador mandou a campo a seguinte formação: Cassio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. No decorrer da atividade, o técnico sacou o camisa 5 e colocou Marquinhos Gabriel, e o atacante paraguaio deu lugar a Clayson. Questionado pelo desempenho da equipe considerada titular no returno, Fabio Carille admitiu pela primeira vez que pode mudar a formação principal do Corinthians.

    “Eu venho trabalhando, já aconteceu em alguns jogos, e amanhã eu defino a equipe que inicia o jogo na segunda-feira. Pode acontecer mudanças, mas não como ficou o segundo tempo [contra o Grêmio]. Ali foi para durante o jogo. Iniciar daquela forma, não. Mas também não garanto que vou começar o jogo contra o Botafogo como foi contra o Grêmio”, disse o técnico, comentando sobre a permanência do mesmo time nas últimas rodadas, mesmo com queda técnica de alguns jogadores.

    “Eu tenho que falar que sei das minhas convicções, não sou de desistir de jogadores. Não está definido, estou pensando bastante com minha comissão, respeito a opinião de todos, mas é isso que vejo no dia a dia”, concluiu.

    Leia também:

    Edmundo vê clima no Palmeiras mais ‘solto’

    Réver entra para história do Brasileirão

    Real contrata outra joia do Brasil, diz jornal

    Pablo deve seguir com desfalque

    Ainda em processo de recuperação de uma contratura muscular na coxa esquerda, o zagueiro Pablo trabalhou na academia do clube neste sábado, e tem escalação quase vetada para enfrentar o Botafogo.

    “Chance é mínima, mas não descarto. Está fazendo trabalhos fortes lá dentro, sem sentir incômodo. Estou tendo cautela. É muito difícil, mas não descarto a participação dele na segunda”, disse o treinador.

    (Crédito da imagem: Marco Galvão/Foto Arena)

    Veja Também