Rodriguinho é expulso em 3 minutos, Corinthians só empata e é eliminado

    • Agustin Marcarian/Reuters

      Rodriguinho foi expulso logo após entrar em campo

      Rodriguinho foi expulso logo após entrar em campo

    O Corinthians deu adeus à Copa Sul-Americana na noite desta quarta-feira, em Buenos Aires. Depois de empatar por 1 a 1 há uma semana (13), a equipe de Fábio Carille sofreu para criar em visita ao Racing-ARG e não passou de um 0 a 0 no Estádio Presidente Peron, em Avellaneda. Os argentinos seguem na competição e pegam o Libertad-PAR. 

    A missão dos brasileiros em avançar pelas oitavas de final foi dificultada por Rodriguinho, que começou o jogo no banco, entrou durante o segundo tempo e foi expulso com somente três minutos em campo. O Corinthians deu adeus à Sul-Americana sem sequer finalizar a gol na casa do Racing. Para piorar as coisas, nos acréscimos, Jô também recebeu vermelho por entrada dura.

    Líder do Brasileirão, o Corinthians agora se concentra exclusivamente na luta pelo hexacampeonato nacional e voltará a campo no domingo, em clássico com o São Paulo, no Morumbi. Principalmente concorrente na Série A, o Grêmio seguirá em duas frentes depois de eliminar o Botafogo na Copa Libertadores. 

    O melhor: Triverio

    Autor do gol decisivo em São Paulo, o centroavante argentino mostrou qualidade no jogo corpo a corpo e prendeu a bola com inteligência, além de formar boa dupla com o experimentado Lisandro López, o “dono” da equipe.

    O pior: Rodriguinho

    Em momento de questionamentos no Corinthians, o meia foi deixado no banco por questões físicas e surgiu como aposta de Carille para os 30 minutos finais, mas durou apenas três. Em entrada firme sobre o argentino González, ele dividiu com o pé por cima e acabou expulso direto pela arbitragem uruguaia.

    Eliminado na Argentina, Corinthians segue sina

    Despachado pelo Racing, o Corinthians manteve seu histórico ruim em duelos de mata-mata contra equipes argentinas. Foram 10 até hoje, e os corintianos além de serem eliminados em sete, nunca conseguiram vencer na casa do rival. Essa escrita se repetiu em Avellaneda, de onde a equipe de Fábio Carille precisava fazer gols e preferencialmente vencer para avançar, o que não ocorreu. 

    Muita disputa, poucas finalizações

    A partida em Avellaneda foi marcada por muita competição e intensidade entre os dois times, mas pouca técnica e criação de oportunidades. O Corinthians, por exemplo, sequer acertou uma finalização a gol no primeiro tempo, e a própria equipe argentina não teve tantas chances assim.
    Por outro lado, o árbitro Leodan González deixou o jogo correr e não marcou tantas infrações. Reconhecido no Campeonato Brasileiro pelo aspecto disciplinar, o Corinthians cometeu mais de 20 faltas e ainda viu Rodriguinho ser expulso.

    Pablo impede a melhor oportunidade dos argentinos

    Aos 35min do primeiro tempo, o Racing teve sua grande oportunidade em lance interessante do centroavante Triverio. Lançado, ele venceu o corintiano Pablo no corpo a corpo e se viu prestes a finalizar à queima-roupa de Cássio, mas o zagueiro brasileiro em impressionante recuperação evitou o gol.

    Marquinhos Gabriel decepciona em oportunidade

    Aposta de Carille, que preferiu preservar Rodriguinho do time titular, o meia que foi destaque no domingo diante do Vasco não brilhou. Longe disso, inclusive. Aberto à esquerda, Marquinhos Gabriel foi figura apagada em quase todo o tempo e manteve sua rotina de oscilações.

    Carille faz o que pode com 10 contra 11

    Para buscar o gol que daria a vaga, Fábio Carille fez três modificações. A primeira, que foi a entrada de Rodriguinho na vaga de Jadson, acabou com a expulsão do substituto. O treinador ainda fez duas tentativas, mesmo com um a menos. Giovanni Augusto entrou aos 29min para dar mais criação no setor de Romero. Já no fim, Kazim acionado no lugar de Marciel, o que deixou Marquinhos na lateral. Mas também não surtiu efeito. 

    Fora da Sul-Americana, mas quase dentro na Libertadores 2018

    Um eventual título da Sul-Americana daria a vaga na próxima Libertadores, mas ao menos esse tema não é preocupação no Corinthians. Líder absoluto no Brasileirão, o time de Carille tem mais de 99% de probabilidade de estar no grande torneio do continente no ano que vem.

    RACING 0 x 0 CORINTHIANS

    Data/hora: 20/09/2017, às 21h45 (de Brasília)
    Local: Estádio Presidente Peron, em Buenos Aires (Argentina)
    Árbitro: Leodan González (Uruguai)
    Auxiliares: Mauricio Espinosa e Nicolas Taran (ambos do Uruguai)
    Cartões amarelos: Grimi, Barbieri, González, Gabriel e Marquinhos Gabriel
    Cartões vermelhos: Rodriguinho e Jô

    Racing-ARG
    Gómez; Solari (Pillud), Vittor, Barbieri, Grimi e Soto; González, Arévalo Ríos e Zaracho (Meli); Licha López e Triverio. 
    Treinador: Diego Cocca. 

    Corinthians
    Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel (Kazim); Gabriel e Camacho; Romero (Giovanni Augusto), Jadson (Rodriguinho) e Marquinhos Gabriel; Jô. 
    Treinador: Fábio Carille. 

    Veja Também