Romero - Sergio Diaz - Araos

    Romero ajuda na adaptação de estrangeiros no Corinthians

    No Brasil desde 2014, Romero tem sido importante na adaptação do compatriota Sergio Díaz, de 20 anos, e do chileno Ángelo Araos, de 21. Suspenso na vitória por 1 a 0 diante do Paraná, o paraguaio acompanhou a partida ao lado de Díaz, na Arena Corinthians.

    Um dia antes do duelo, na sexta-feira (24), promoveu jantar em sua casa com os dois atletas e suas esposas. Gabriela, noiva do camisa 11, tem ajudado as companheiras dos estrangeiros no Brasil. Em 2016, Romero também guiou o compatriota Balbuena em sua chegada ao clube.

    Estrangeiro com o maior número de jogos pelo clube (293), Romero faz o que Paolo Guerrero fez com ele em sua chegado ao Timão. Em entrevista, o paraguaio detalhou os conselhos que recebeu do ex-corintiano.

    “Guerrero já estava há dois anos no Brasil e me ajudou na adaptação com o grupo. É diferente chegar em um time como o Corinthians, tem de se comportar de um jeito diferente dentro e fora do campo, a torcida é maior. Ele ajudou nisso e ao me indicar onde andar em São Paulo, onde é perigoso, falou de lugares que eu não devia ir para não encontrar outras torcidas. Por exemplo, Perdizes é Palmeiras, Morumbi é São Paulo. E no treino, tudo o que o preparador falava, ele traduzia. Não entendia a maioria das coisas que o Mano Menezes falava”, lembrou Romero.

    Suspenso contra o Paraná, Romero reforça o Corinthians nesta quarta-feira (29), às 21h45, contra o Colo-Colo, no segundo jogo das oitavas de final da Libertadores. Em Santiago, os chilenos venceram por 1 a 0.

    Veja Também