Sidcley - São Paulo 1 x 0 Corinthians

    São Paulo vence, encerra jejum e larga na frente na semi contra Corinthians

    O São Paulo acabou com o jejum de vitórias em clássicos na temporada e saiu na frente na semifinal do Campeonato Paulista. No primeiro duelo do mata-mata, neste domingo, no Morumbi, o Tricolor derrotou o Corinthians por 1 a 0, com gol de Nenê. A segunda e decisiva partida da série será nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians.

    Como ganhou o primeiro duelo, o time do técnico Diego Aguirre vai jogar na casa do adversário com a vantagem do empate. No caso de vitória alvinegra, a decisão será nos pênaltis. Na outra semifinal, Palmeiras e Santos disputam uma vaga, sendo que os alviverdes ganharam o primeiro jogo por 1 a 0.

    Mesmo sem dois de seus principais jogadores, Rodrigo Caio e Cueva, que defendem as seleções do Brasil e do Peru, respectivamente, o Tricolor partiu para o ataque e acabou com um incômodo jejum. A equipe não havia vencido clássicos nesta temporada – o último triunfo sobre arquirrivais foi sobre o Santos, por 3 a 2, no dia 28 de outubro do ano passado.

    O São Paulo também não disputa uma decisão de estadual há 15 anos – o último título do clube do Morumbi na competição foi em 2005, quando o torneio fora realizado em pontos corridos.

    Domínio tricolor

    Com o apoio da torcida, o São Paulo buscou o resultado e dominou as ações no primeiro tempo. O time do técnico Diego Aguirre tentou de diversas maneiras furar o bloqueio corintiano. Em bolas alçadas na área, por pouco o time não abriu o placar. Os visitantes, por sua vez, chegaram ao gol de Sidão em raros contra-ataques.

    Tempo quente

    Carille e Nenê discutiram durante a primeira etapa; são-paulino provocou pela primeira vez

    O São Paulo mostrou muita disposição e, em alguns momentos, até exagerou na vontade. Nenê, por exemplo, chegou a discutir com o técnico Fábio Carille pois o jogador tricolor não devolveu a bola da maneira esperada após Emerson Sheik precisar de atendimento por causa de lesão.

    Nenê marca no finalzinho

    De tanto pressionar, o São Paulo foi recompensado no finalzinho. Tréllez aproveitou falha de Mantuan e partiu para a área e chutou. Cássio fez a defesa e, no rebote, Nenê mandou para o fundo das redes. O jogador tricolor na hora de comemorar gerou polêmica ao celebrar na frente do banco de reservas adversário e recebeu o cartão amarelo. “Só olhei para ele, porque na jogada anterior na lateral ele tinha falado um palavrão para mim. Não incitei, mas se levou a essa impressão, peço desculpas”, disse Nenê.

    Corinthians mais disposto, e São Paulo administra

    Depois de adotar uma postura mais agressiva, o São Paulo dosou um pouco mais o ritmo no segundo tempo. A equipe do técnico Diego Aguirre esperou um pouco mais o adversário. Já o Corinthians, com a intenção de buscar o empate, mostrou mais disposição e partiu ao ataque.

    Chegaram juntos

    Para evitar as cenas de violência, as delegações de São Paulo e Corinthians chegaram praticamente ao mesmo tempo ao Morumbi. A torcida tricolor tem por costume esperar o ônibus da equipe na praça Roberto Gomes Pedrosa. Porém, em geral, a festa para os donos da casa contrasta com as pedras arremessadas em direção aos arquirrivais. Por isso, foi montada a estratégia neste domingo, antes da semifinal do Campeonato Paulista. Mesmo assim, os torcedores do São Paulo não pouparam nas latinhas de cerveja arremessadas.

    “Não ouvi barulho ou vi latas de cerveja que foram jogadas. Bom sinal é que o ônibus do Corinthians chegou na frente”, brincou Andrés Sanchez, o presidente do Corinthians.

    Desfalques

    Júnior Dutra ganhou chance como titular no clássico deste domingo no Morumbi

    São Paulo e Corinthians não puderam contar com os jogadores que servem os seus países em amistosos internacionais. Desta maneira, Diego Aguirre não contou com Rodrigo Caio e o peruano Cueva, enquanto Fábio Carille ficou sem Fagner e os paraguaios Balbuena e Romero. O treinador ainda não contou desde o início com Rodriguinho e Clayson, com problemas físicos, e Jadson, sequer relacionado.

    Rodriguinho fora de última hora

    Para complicar ainda mais a formação do seu time, Fábio Carille ficou sem a possibilidade de escalar Rodriguinho início da partida. Antes de a bola rolar no Morumbi, o meio campista sentiu um mal-estar no aquecimento e foi poupado. Em seu lugar entrou Emerson Sheik. “Não adianta lamentar”, disse Carille.

     

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians
    Rodriguinho - Corinthians