Selecionáveis usam prêmio da CBF como “lobby” por vaga na Rússia-2018

    • Lucas Figueiredo/CBF

      Craques da seleção do Brasileiro ainda mira um lugar na Copa da R[ússia

      Craques da seleção do Brasileiro ainda mira um lugar na Copa da R[ússia

    O técnico Tite não estava presente no Prêmio Brasileirão, mas alguns dos postulantes às vagas ainda abertas para a Copa da Rússia trataram de “vender o seu peixe” por uma vaga na lista final.

    Premiado como um dos melhores zagueiros da competição, o gremista Pedro Geromel sabe que a concorrência no setor é das mais duras, mas tenta encurtar o caminho com um bom trabalho no Tricolor.

    “Eu tenho feito o meu melhor no clube e isso é o mais importante”, disse o defensor, que disputa um posto contra Jemerson e Rodrigo Caio, visto que Marquinhos, Miranda e Thiago Silva têm o passaporte carimbado.

    Da China para o São Paulo, Hernanes espera que o Morumbi seja a última escala rumo ao seu segundo Mundial. Escolhido um dos melhores meias da competição e o jogador preferido da torcida, o “Profeta” crê em Tite e no clamor popular. “O Tite tem observado. Se o povo tem aprovado, acredito que o Tite tem visto tido também”, disse ele. 

    No gol, a lita é inglória para Vanderlei, que vê Alisson e Ederson como dois nomes praticamente certos. O corintiano Cássio parece estar mais perto do último posto, mas o santista não desanima. Após um Brasileiro irretocável, Vanderlei prefere não falar em injustiça no futebol e enaltece os concorrentes diretos. “Eu estou trabalhando, mas não me sinto injustiçado. Há outros grandes profissionais quie trabalham também”, ponderou o santista.

    Além do trio que ainda sonha com a Rússia, a seleção do Brasileiro conta com alguns outros nomes que ainda seguem com a esperança acesa, casos de Fagner, Arthur e Jô. O técnico Tite convocará em março a seleção que disputará os amistosos contra Rússia e Alemanha. Até lá os postulantes têm um bom tempo para fortalecerem suas candidaturas.

    Veja Também