Corinthians 0 x 0 Atlético-MG

    Timão finalmente joga bem, mas empata com Atlético-MG e se distancia do G-6

    O Corinthians completará um mês sem vencer pelo Campeonato Brasileiro. Com uma campanha pífia no segundo turno e acumulando quatro derrotas e um empate desde que bateu o Sport, em 8 de setembro, a equipe comandada pelo interino Fábio Carille ficou na igualdade sem gols com o Atlético-MG na noite desta quarta-feira, em Itaquera.

    O resultado distanciou o Corinthians, que não chegou a fazer uma partida ruim, da zona de classificação à Copa Libertadores da América, agora englobando até o sexto colocado da competição. O time paulista totaliza 42 pontos, na oitava posição.

    Em situação confortável na disputa pelo G6, o desfalcado Atlético-MG chegou aos 53 pontos e está distante dos 57 do líder Palmeiras, com um jogo a menos, na disputa pelo título. Na quinta-feira de 13 de outubro, voltará a campo no duelo regional com o América-MG, no Mineirão. Um dia antes, o Corinthians enfrentará o Santa Cruz na Arena Pantanal.

    O jogo – Apesar de encontrar novamente um público pequeno ao pisar no gramado de Itaquera, o Corinthians estava animado para alegrar quem passava frio nas arquibancadas do seu estádio. A partida contra o Atlético-MG não demorou a esquentar.

    Com uma postura ofensiva, o Corinthians incomodou o time visitante logo aos dois minutos, com um peixinho de Gustavo, esforçando-se bastante para desencantar. Quem também estava mais disposto do que o habitual era Giovanni Augusto, presente frequentemente no setor ofensivo, apesar de ter a incumbência de ajudar a marcação.

    Pelo Atlético-MG, Robinho era quem chamava a atenção. Carrasco corintiano na sua primeira passagem pelo Santos, o atacante arriscou um chute de longe, fez jogadas de efeito e até concluiu de bicicleta em suas primeiras participações na partida. Também escorregou no gramado molhado de Itaquera, levantando o público da casa.

    A primeira grande oportunidade de gol do Atlético-MG saiu justamente dos pés de Robinho. Aos 16 minutos, ele deu um belo passe para Hyuri, entre os defensores do Corinthians, e o companheiro parou em uma grande defesa do goleiro Walter na conclusão.

    A resposta do Corinthians foi à altura, menos de dez minutos depois. Marquinhos Gabriel recebeu lançamento de Camacho na ponta direita, levou a bola para a linha de fundo diante da marcação do ex-corintiano Fábio Santos e cruzou. Gustavo cabeceou para dentro e já comemorava quando percebeu o árbitro Rodolpho Toski Marques (o mesmo que revoltou o Fluminense em Itaquera, pela Copa do Brasil) anular a jogada por falta em Gabriel.

    A torcida da casa, então, passou a contestar o árbitro com a mesma intensidade com que perseguia Robinho – os jogadores corintianos, no entanto, seguiam o exemplo do presidente Roberto de Andrade e evitavam reclamações acintosas. Mantinham a compostura até quando Leandro Donizete, já punido com um cartão amarelo, mostrava-se violento para colaborar com a defesa atleticana.

    Foi o Corinthians que sofreu uma baixa no primeiro tempo. Lesionado, Yago precisou ceder espaço para Pedro Henrique, o mesmo jovem zagueiro que falhou feio diante do Atlético-MG na derrota do primeiro turno e deixou o Mineirão chorando.

    Querendo colocar outra lembrança negativa na memória dos corintianos, a equipe de Belo Horizonte era veloz no setor ofensivo, fazendo Walter sair bem do gol em uma arrancada de Clayton e lamentando um chute muito torto de Hyuri. Naquele momento, o Corinthians já tentava encurtar o caminho para o gol com finalizações de longa distância.

    No segundo tempo, o time mandante voltou a ser envolvente, sempre com inversões de jogo providenciais. O domínio nos minutos iniciais foi tamanho – com direito a um drible do pouco habilidoso Gustavo e a gol perdido por Rodriguinho – que o técnico Marcelo Oliveira se viu obrigado a mexer no Atlético-MG, trocando Hyuri por Patric.

    Fábio Carille também agiu. Marlone, o mais apagado dos homens de frente do Corinthians, saiu para a entrada de Rildo. No duelo entre os técnicos, Marcelo Oliveira mandou o argentino Dátolo ocupar a vaga de Clayton.

    Aos 34 minutos, quando já passava a controlar o ímpeto corintiano, o time do Atlético-MG viu mais um jogador sair de campo. Leandro Donizete cometeu mais uma falta dura, desta vez em Rildo, e não escapou do cartão vermelho que a torcida corintiana exigia desde o primeiro tempo.

    Para recompor o seu sistema defensivo, Marcelo Oliveira sacou Robinho, muito hostilizado, para contar com Yago. Do outro lado, o Corinthians gastou a sua última ficha em Lucca, substituto de Léo Príncipe, e lançou-se ao ataque. Bem postado, contudo, o Atlético-MG conseguiu segurar o 0 a 0 e provocar algumas vaias em Itaquera.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Rodriguinho - Gol do Corinthians

    Comments (19)

    1. Avatar
      Rafael Molina Barrancos

      O time jogou em casa, Atlético estava com 10 desfalques e um expulso.
      O Corinthians não jogou bem.

    2. Avatar
      Alex Silva De Abreu Silva

      Time fraco mais a culpado e o presidente e a diretora estão acabando de afunda o Corinthians

    3. Avatar
      Osmir Kmeteuk

      Esse ano tá dificil. …

    4. Avatar
      Vitor Hugo de Abreu

      Jogar bem ganhar!!! Já era. Corinthians acabou esse é pelo menos o próximo ano, temos q tomar cuidado, pq é capaz de ainda correr risco de rebaixamento!!! DIRETORIA CONSEGUIU LEVAR O CORINTHIANS DO CEU AO INFERNO EM MENOS DE UM ANO!!!

    5. Avatar
      Moreno De Madri Guerra

      Treinador ta igual cristovao. ja nao tem jogador quando trm jogador bem ele tira. Onde pode time desse do corinthians tirar marlone e colocar rildo isso e uma piada .Temos que contratar um técnico de ponta urgente

    6. Avatar
      Moreno De Madri Guerra

      Com esse time se fosse comeco de segundo turno time iria disputar pra nao cair. Onde foram contratar esse Gustavo. Franco demais pra jogar ataque do timao. ele parece jogador de várzea nao sabe se posicionar ta foda assistir jogo timao chega da sono com tanto jogadores ruim num time só

    7. Avatar
      Mauro Leandro Monteiro

      O time joga bem tocando pra traz quando precisa atacar aff tenho saudade do .Didi e do mirandinha …ataque fraco …dece geito nao fica entre os 6

    8. Avatar
      William Lopes

      Para com essa mentira,empatou como jogou bem,ta parecendo o Cristovão falando,Se a Ponte e o Botafogo ganhar iremos para decima primeira posição…tem que tomar cuidado com o z4

    9. Avatar
      Anderson Spartan Sena

      Apos o chororó do Tapetense na CdB ja Levamos 3 gols irregulares em 3 jogos seguidos, e agora anulam um gol legal… se fosse a favor do Corinthians a mídia ficaria de mimimi até 2020

    10. Avatar
      Wilson Lima

      C jogar igual hj nos ultimos 9….garante uma vaga na liberta e c jogar assim na copa do br…luta pelo titulo

    11. Avatar
      Carlos Eduardo Felicio

      Vão pro inferno, esse.time tá virando chacota, uma piada. E ainda querem torcida! Pra PQP.!!!

    12. Avatar
      Rodrigo Lemes

      Jogou bem???? Desculpa nao assisti o mesmo jogo!!! Time lixo!!!

    13. Avatar
      Ailton Barbosa

      Time ruim

    14. Avatar
      Carlos Ferraz

      Não tem atacante na base não? Põe Bruno Paulo ou Isaac.. Moss ngm faz gol nesse time.

      • Avatar
        Guilherme Rodrigues

        Se ngm faz gol tem q tirar o time inteiro pq não é so o atacante que joga

      • Avatar
        Carlos Ferraz

        Obrigação de fazer gols são dos atacantes, coisa que nos últimos três meses apenas Romero fez 1.

    15. Avatar
      Ogue Brito

      Alguém manda o Rodriguinho treinar finalizações, pelo amor de Deus!

    16. Avatar
      Rodrigo Portela

      Pelo amor de Deus. Não escala esse Gustavo. Affff q cara ruim de bola meu Deus!

    17. Avatar
      Pedro Santos

      Pfvr G6 vira G8

    Comments are closed.