Angelo Araos - Corinthians

Timidez? Adaptação? Por que reforço mais caro do Corinthians em 2018, joga pouco

Desde o ano passado, o Corinthians já contratou 30 jogadores. Nenhum deles custou mais do que Ángelo Araos, comprado da Universidad de Chile por 4 milhões de dólares, cerca de R$ 17 milhões na cotação da época.

O reforço mais caro de 2018, porém, ainda não correspondeu ao investimento e à expectativa sobre ele. Araos começa 2019 no banco de reservas, enfrentando forte concorrência na equipe titular e despertando dúvidas no técnico Fábio Carille sobre a melhor forma de escalá-lo.

Nesta temporada, o jovem de 22 anos atuou por 85 minutos, sendo 29 no amistoso contra o Santos e 56 diante da Ponte Preta, na terceira rodada do Paulistão.

Nestes dois jogos, Araos atuou como segundo volante, função que também vem cumprindo nos treinamentos. Porém, Carille cogita aproveitá-lo em outra posição.

Ángelo Araos, meia do Corinthians, atuou por 85 minutos em 2019 — Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

“Gostei muito do jogo contra o São Paulo no ano passado, quando ele jogou de segundo volante até ser expulso. Conversamos, e ele prefere atuar pelo lado esquerdo. Mas, pelas nossas necessidades no meio de campo, do Ralf, que ficou fora, Gabriel, que está voltando, Renê, que ainda vai voltar, estou trabalhando ele um pouquinho por dentro. Depois quero colocá-lo mais de lado para ver o rendimento dele”, explicou o comandante alvinegro.

A concorrência como segundo volante é grande. O elenco alvinegro tem Júnior Urso, Ramiro e Thiaguinho para esta posição e, em breve, contará com o retorno de Renê Júnior, que se recupera de cirurgia no joelho.

Porém, pelo lado esquerdo do campo a disputa também não é fácil. Mateus Vital, Sornoza e Pedrinho são meias que podem atuar na posição. Com características mais ofensivas, também há Clayson, Gustavo Silva, Sergio Díaz e Vagner Love.

Araos fez 21 jogos pelo Corinthians e não brilhou. Para piorar, teve duas expulsões em momentos importantes, na primeira final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, e em clássico contra o São Paulo, pelo Brasileirão. 

O Corinthians avalia que um dos motivos para Araos ter este início discreto é a timidez, que teria dificultado a adaptação dele no clube e no Brasil. O garoto também ainda estaria entendendo o que representa defender o Timão.

O começo frustrante, porém, não faz a diretoria alvinegra cogitar a saída do jogador. Araos tem contrato longo, até o meio de 2023, e o Timão acredita na recuperação do jovem.

A principal meta do jogador é conseguir se destacar na equipe do técnico Fábio Carille para poder regressar à seleção chilena, que defendeu em maio do ano passado para jogos amistosos. Em junho, é bom lembrar, o Chile será um dos participantes da Copa América disputada no Brasil.

Veja Também

Notícias do Corinthians
Gustagol - Ferroviario x Corinthians