Tite confirma Willian, põe Liedson no banco e promete time ofensivo

    O técnico Tite não hesitou nesta segunda-feira, após o treino no CT Joaquim Grava, em confirmar o substituto de Emerson na decisão desta quarta-feira contra o Santos, no Estádio do Pacaembu, pelo jogo de volta das semifinais da Copa Libertadores da América.

    Logo na primeira pergunta da entrevista coletiva, o treinador corintiano ratificou o que já havia indicado no treino: Liedson segue na reserva e Willian começa jogando no ataque.

    Mas Tite fez mais do que confirmar o time e já adiantou qual será a postura da equipe: ofensiva. Por mais que tenha a vantagem por ter vencido o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro, na última quarta-feira, o técnico não admite que o Corinthians administre o resultado desde o início no Pacaembu.

    Para Tite, isso só deve acontecer nos minutos finais da decisão. “Tem que ir para dentro, procurar o gol, procurar vencer”, disse o treinador. “O Corinthians pode administrar dez minutos finais. Não dá para administrar com um time como o Santos. É ser agressivo com a posse de bola, com uma marcação forte”, indicou Tite.

    O treinador também comentou sobre o possível desfalque de Chicão. Procurando minimizar a lesão, Tite apostou que a torção no tornozelo direito tenha sido só um susto, quando perguntado se ficou preocupado ao ver o zagueiro deixando o gramado auxiliado pela comissão técnica e depois levado pelo carrinho do CT.

    “A principio fiquei”, admitiu o comandante corintiano, que disse torcer pela recuperação a tempo do defensor.

    Caso não possa contar com Chicão, que será reavaliado no treino de terça-feira, Tite já indicou que os possíveis substitutos são Wallace ou Marquinhos. O técnico, porém, não quis adiantar quem escolheria entre os dois.

    Reportagem: Terra

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians