Tite, de novo, reclama dos gols perdidos pelo Timão: 'A bola pune'

    Virou rotina no Corinthians. Após o empate por 1 a 1 contra o Figueirense, nesta quinta-feira, no Pacaembu, o técnico Tite voltou a lamentar a baixo aproveitamento do ataque, ponto fraco da equipe desde o início da temporada. Com apenas um ponto, o Timão aparece na 18ª colocação do Campeonato Brasileiro.

    – Botamos volume, mas não conseguimos traduzir em gols. Tínhamos essa busca, precisávamos fazer isso. Não fizemos. Naquilo que é o futebol, o Figueirenseteve a felicidade do cruzamento e houve o empate – lamentou.

    Tite convive com o fantasma de não ter um ataque em boa fase também para as semifinais da Taça Libertadores, contra o Santos. São sete jogos de jejum do setor. O último atacante que fez gols foi Willian, dia 22 de abril, data daderrota por 3 a 2 para a Ponte Preta, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

    – Não estamos satisfeitos. Temos condição de fazer mais. Minha cobrança é nessesentido, Precisamos traduzir em gols o que fizemos em 80 minutos ou então a bola pune. E a bola puniu – ressaltou.

    Tite quer evitar ao máximo pensar no Santos. No domingo, o Corinthians usará seusreservas para enfrentar o Grêmio, às 17h, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, e tentar deixar a zona do rebaixamento.

    – Queríamos estar melhores. Ninguém está aqui para enganar o torcedor. Querodemonstrar o sentimento meu e da equipe. Quando chegar o Santos, vamos falar do jogo. Agora, não.

    Reportagem: Globo Esporte

    Veja Também