Tite pede 'carinho de Libertadores' à Fiel para reagir no Brasileiro

    Enquanto não encontra o Santos nas semifinais da Taça Libertadores, o Corinthians vai precisar reagir no Campeonato Brasileiro. Até a primeira partida das semifinais, marcada para o dia 13 de junho, o Timão fará mais dois jogos pela competição nacional e precisa somar pontos depois das derrotas para Fluminense e Atlético-MG.

    Os corintianos voltam a campo no dia 7, contra o Figueirense, no Pacaembu, e viajam para encarar o Grêmio, dia 10, no estádio Olímpico, em Porto Alegre. Pela proximidade do confronto diante do Peixe, Tite pode até preservar alguns titulares no Sul, mas tudo dependerá de um bom resultado frente aos catarinenses.

    “Agora temos de retomar a força, fazer um jogo decisivo em casa e pedir o carinho do torcedor. O mesmo carinho da Libertadores. Os atletas estão sentidos em iniciar mal o Brasileiro”, afirmou o comandante.

    Mesmo com os tropeços, Tite entende que não poderia levar as duas competições da mesma maneira. Contra o Galo, o treinador foi orientado pelo departamento médico a preservar o volante Paulinho e os atacantes Jorge Henrique e Emerson, todos com dores musculares depois da vitória sobre o Vasco.

    “Nós queríamos estar em uma posição melhor, mas temos a consciência de que na vida não se ganha tudo. Tem de ter prioridade. Nós priorizamos a Libertadores. Poderíamos arriscar com dois ou três jogadores e estourá-los.”

    Tite diz que o Corinthians ainda terá condições de reagir no Brasileirão. No ano passado, o Timão venceu nove das dez primeiras partidas, mas só conseguiu garantir o título na última rodada.

    “Eu coloquei ano passado que o campeonato era equilibrado e muito forte. É o único do mundo que começa com 12 times podendo levar o título e que termina com quatro ou cinco brigando.”

    Reportagem: Globo Esporte

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians