Tudo certo com Zeca e Pablo. Fla aguarda aval para finalizar contratações

    • Ivan Storti/Santos FC

      Zeca acertou salário e tempo de contrato com o Flamengo, que aguarda o aval jurídico

      Zeca acertou salário e tempo de contrato com o Flamengo, que aguarda o aval jurídico

    Tudo caminha para que o lateral Zeca e o zagueiro Pablo defendam o Flamengo em 2018. O clube acertou bases salarias e tempo de contrato com os atletas. A diretoria aguarda agora algumas respostas para finalizar as operações e anunciá-los como reforços.

    Os jogadores, inclusive, são parceiros do Rubro-negro no processo. Liberado pela Justiça para assinar com outro clube, Zeca foi o primeiro a aceitar o vínculo proposto pelo Flamengo. A reportagem do UOL Esporte revelou a negociação. O caso está com o departamento jurídico, que analisa o imbróglio junto ao Santos para dar o aval ao acerto.

    Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Pablo aceitou a proposta do Fla. Discussão agora é sobre o pagamento ao Bordeaux

    O clube paulista recorre da decisão. Se for recomendada a transferência, Zeca será anunciado como reforço pelo clube. Ainda existe a possibilidade de o negócio ser fechado em acordo com o Santos. Nos bastidores da Gávea, a oficialização é tratada como questão de tempo.

    Campeão brasileiro pelo Corinthians, o zagueiro Pablo também já deu a resposta positiva ao Flamengo. Tempo de contrato, salários e luvas foram acordados. A negociação com o Bordeaux-FRA pelo pagamento dos direitos do atleta caminhou nos últimos dias.

    A diretoria aguarda a resposta da proposta sobre a redução dos cerca de R$ 12 milhões solicitados pelo clube francês. Também existe otimismo na Gávea sobre o negócio. Tudo, claro, com informações passadas pelo estafe do atleta. O parcelamento é outra possibilidade.

    O fato é que os dois jogadores já aceitaram o contrato e estão próximos da confirmação pelo Flamengo. Os dias seguintes serão decisivos para os anúncios. A tendência, porém, é a de que as boas notícias venham apenas em 2018 por conta do recesso de fim de ano.

    Veja Também