Vai, Corinthians! Alvinegro é campeão da Liga Nacional de Futsal

    Foram seis eliminações seguidas em semifinais e muito sofrimento. No ano em que chegou à decisão da Liga Nacional de Futsal pela primeira vez, o Corinthians tratou de lavar a alma do seu torcedor e faturar o inédito caneco ao melhor estilo.

    Depois de vencer o Sorocaba fora de casa na primeira partida, o Timão precisava de um simples empate diante da equipe do craque Falcão para ser campeão diante de sua torcida. Mas os comandados de André Bié queriam mais. Empurrados por mais de 6 mil corintianos, o Alvinegro desbancou o rival por 5 a 2, gols de Leandro Caires, Deives(dois), Marcel e Vander Carioca, que, aos 40 anos, conquistou a LNF pela segunda vez, 19 anos depois do seu primeiro título.

    Autor de um dos gols do Sorocaba – o outro foi marcado por Daniel -, Falcão, que fazia a sua 12ª decisão de LNF, teve de se contentar com o vice, o terceiro da carreira. Recordista de títulos da Liga Nacional, com nove canecos, o camisa 12 foi campeão a última vez em 2014, com o mesmo Sorocaba.

    – No lance da expulsão, o Rodrigo que é um grande jogador cometeu a falta. Ali mudou um pouco a partida e nos deu mais tranquilidade. Isso aqui é demais, ser campeão! Estou realizado é muito feliz – disse Vander Carioca.

    O JOGO

    A primeira chance da partida foi do Corinthians. Em saída rápida para o contra-ataque, Leandro Caíres serviu Pepita, que bateu à meia altura para a defesa de Tiago. Aos dois minutos, foi a vez de Deives fazer jogada individual pela esquerda e chutar para nova intervenção do goleiro sorocabano. O Sorocaba só foi finalizar pela primeira vez aos cinco. Bem colocado, Guitta pegou o chute de Falcão. Pouco depois foi a vez de Keko avançar pelo meio e parar no goleiro corintiano, que saiu da meta para fazer a defesa.

    O lance animou os visitantes, que passaram a gostar do jogo. Aos sete, Falcão cobrou falta com perigo por cima do travessão. Aproveitando um erro do adversário, o Corinthians quase marcou aos dez, com Vander Carioca. Atento, Tiago saiu da meta para fazer a defesa. Aos 12, Pepita driblou Simi e mandou uma bomba na trave. O lance foi uma prévia do que viria a seguir. Um minuto depois, Pepita serviu Leandro Caires, que tocou no canto para abrir o placar. Festa na arquibancada do Parque São Jorge.

    O Sorocaba não demorou a empatar. Após boa jogada de Neguinho, Falcão apareceu livre na área para fazer 1 a 1. A pouco mais de um minuto do fim, porém, Rodrigo fez falta dura em Vander Carioca e recebeu o cartão vermelho, deixando o Sorocaba com um jogador a menos até o intervalo. Logo na primeira jogada, Vander recebeu na esquerda e tocou por baixo de Tiago para fazer 2 a 1, placar da etapa.

    O segundo tempo começou com o Sorocaba marcando na quadra de ataque, e o Corinthians explorando os contra-golpes. Na primeira descida corintiana, Pepita saiu na cara de Tiago, mas tocou em cima do goleiro rival. Em seguida, foi a vez de Deives desperdiçar boa oportunidade em novo contra-ataque. A bola mais uma vez ficou com Tiago. Aos cinco, porém, não teve jeito. Deives recebeu na frente e não perdoou, marcando o terceiro gol do Corinthians.

    Perdido em quadra, o Sorocaba não demorou a levar o quarto. O gol saiu aos nove, com Marcel, um dos novatos que subiram da base este ano. Abatido, o time visitante não teve forças para reagir, e os dez minutos finais da partida passaram a ser apenas protocolares. A sete minutos do fim, o técnico Fernando Ferretti lançou Falcão como goleiro-linha numa última esperança de um milagre. Aos 17, Daniel diminuiu para 4 a 2, mas a reação parou por aí. Para fechar o caixão da equipe de Falcão, Deives ainda marcou o quinto nos segundos finais. O título corintiano já estava mais que sacramentado.

    ESCALAÇÕES

    Corinthians: Guitta, Nenê, Leandro Caires, Pepita e Deives. Entraram: Douglas, Rocha, Marcel, Arthur, Índio, Vander Carioca e Adriano Foglia. Técnico: André Bié.
    Sorocaba: Tiago, Rodrigo, Neguinho, Falcão e Keko. Entraram: Ricardinho, Diego, Pixote, Simi, Charuto, Mithyuê, Xandy e Daniel. Técnico: Fernando Ferretti.

    Veja Também

    Comments (3)

    1. Avatar
      Maiko Camargo

      Graças a base
      Coisa que não faz no futebol
      Tem ótimos jogadores na base mas não usa.

    2. Avatar
      Jonas Thaddyus

      Aí sim representou ” o manto sagrado “.

    3. Avatar
      Tiago Blu

      Jogaram muito .chupa falcão

    Comments are closed.