Vídeo mostra briga que matou palmeirense após clássico com Corinthians

    Uma série de vídeos a qual o UOL Esporte teve acesso mostra imagens da briga que matou um torcedor do Palmeiras na noite da última quarta-feira (12), após o clássico contra o Corinthians pelo Brasileirão. Câmeras de segurança de um prédio próximo à borracharia onde ocorreu o crime filmou quatro pessoas trocando agressões – duas estavam armadas com facas.

    A confusão vitimou o torcedor palmeirense Leandro de Paula Zanho, de 38 anos. Ele foi esfaqueado com dois golpes na barriga em frente a uma borracharia entre Rua Tupi e a Avenida General Olímpio da Silveira, na zona oeste da capital paulista.

    No vídeo, uma pessoa de camisa rosa aparece com um facão na mão e caindo no chão. Na sequência, outros quatro indivíduos começam a agredi-lo no solo. A agressão termina quando outro elemento, de camisa preta, passa a correr atrás de dois agressores com uma faca na mão.

    Não é possível precisar, no entanto, qual dos torcedores eram corintianos e quais eram palmeirenses. Da mesma maneira, não dá para afirmar com certeza qual dos envolvidos foi o torcedor morto por duas facadas.

    Outro vídeo feito em um prédio próximo ao local mostra a continuação da briga. Neste momento, os envolvidos trocam agressões e começam a se dispersar em meio aos carros.

    Dois são presos

    Um dia após o crime, a polícia confirmou as prisões de Anderson da Cruz Andrade e Wellington Pimentel. Os dois são suspeitos de envolvimento na morte de Leandro. Um terceiro suspeito de participação no crime se apresentará na tarde desta quinta-feira, informou ao UOL Esporte o advogado Marcello Primo Muccio, que defende esse terceiro suspeito.

    A briga entre os torcedores teve início após a vitória do Corinthians por 2 a 0 no Allianz Parque. Um trio de amigos palmeirenses ia embora para casa, mas acabou encontrando corintianos em frente a uma borracharia próximo à Rua Tupi e a Avenida General Olímpio da Silveira, sob o Minhocão. A discussão começou e Leandro foi atingido por dois golpes de facão na região do abdômen, segundo a Polícia Militar.

    De acordo com uma testemunha ouvida pelo UOL Esporte que estava próximo do local do incidente, logo após ser atingido, Leandro saiu correndo para um posto de gasolina perto da borracharia, já ferido. Então, os amigos colocaram ele no carro e o levaram para o hospital. Enquanto isso, os corintianos que deram a facada foram para um bar ao lado do estabelecimento.

    Veja Também