Vital garante vitória do Corinthians em cima do Vasco

17/11/2018 - 21:05 | Fonte: Gazeta Esportiva


Mateus Vital passou 15 dos seus 20 anos de idade no Vasco. Foi criado, formado e se profissionalizou no futebol graças ao clube cruzmaltino. Quis o destino que ele estivesse em campo nesse sábado, mas com a camisa do Corinthians, justamente para afundar o o alvinegro carioca no Campeonbato Brasileiro. O jovem evitou comemorar efusivamente por respeito ao seu ex-clube, mas garantiu uma enorme festa da Fiel na Arena de Itaquera. O triunfo por 1 a 0 nessa 35ª rodada do Campeonato Brasileiro alivia os corintianos e praticamente garante o clube na Série A do ano que vem.

O Timão agora soma 43 pontos e fica provisoriamente na 12ª colocação. O Vasco, com 39 pontos, é o 14ª e pode terminar a rodada como o mais novo membro da zona de rebaixamento com apenas três compromissos para o fim da competição.

Apesar da necessidade de ambas as equipes pela vitória, o primeiro tempo evidenciou o motivo de tanto Corinthians quanto Vasco lutarem apenas peça permanência na elite. Cássio e Fernando Miguel praticamente só trabalharam na hora de cobrar tiros de meta.

O jogo pegou fogo mesmo na etapa final. Com apenas dois minutos, Fagner cruzou para Jadson chegar no carrinho e assustar os vascaínos. A jogada estava cantada. Não passou muito tempo e o lateral direito, também ex-Vasco, levantou na área. Dessa vez Mateus Vital não perdoou e mandou, de cabeça, para o fundo do gol.

Foi apenas o segundo gol de Vital com a camisa do Corinthians. O meia não marcava há 29 partidas. A comemoração foi tímida, bem diferente do reflexo nas arquibancadas.

A partir daí, só deu Vasco. Clayson, Roger e Araos ainda entraram nas vagas de Vital, Danilo e Thiaguinho, mas a postura dos comandados de Jair Ventura não mudou. Nos lances de maior risco, Danilo Avelar puxou Marrony dentro da área, mas a arbitragem ignorou, e Oswaldo acertou o travessão de Cássio. Roger teve a grande oportunidade de aliviar os corintianos mais cedo, mas mandou para fora.

Assim, o drama persistiu até o apito final, quando, enfim, a maioria dos 38.835 torcedores soltaram o grito de vitória.

Agora sem tanta pressão, o Corinthians volta a campo na quarta-feira, em Curitiba, quando visita o Atlético-PR. Por outro lado, sob o temor de sofrer seu quarto rebaixamento, o Vasco recebe o São Paulo na quinta, em São Januário.