Após fracasso com Teo, Corinthians amplia leque na busca por reforços

    O Corinthians está novamente no mercado em busca de jogadores para contratar. Depois de ver a negociação por Teo Gutiérrez fracassar, a diretoria do Timão se apressa para encontrar alternativas e atender aos pedidos do técnico Tite. Apesar de o treinador repetir insistentemente que espera pela chegada de reforços de alto nível, o clube não promete nenhuma contratação de impacto.

    A janela para chegada de jogadores oriundos do futebol internacional fecha no dia 21 de julho. Para contratar “gringos” depois desta data, o Timão vai precisar que os atletas tenham rescindido seus contratos até a próxima terça-feira. Ou então, terá de recorrer a peças que disputam outras divisões, como a Série B, e àqueles que ainda não completaram sete partidas no Brasileirão.

    Os dirigentes garantem que não há nenhuma negociação avançada, mas não descartam um acordo até lá. A prioridade continua sendo o ataque. Tite sonha com um centroavante e um atacante de velocidade. Eles seriam os substitutos de Emerson e Guerrero, agora no Flamengo. Malcom e Vagner Love são os titulares neste momento, porém, ainda não empolgam.

    – Não estamos desesperados para contratar. Estamos analisando o mercado para encontrar jogadores que se encaixem na nossa filosofia de trabalho e no momento financeiro do clube – afirmou o diretor adjunto de futebol Eduardo Ferreira.

    Com os cofres vazios, o Corinthians tenta manter uma coerência nas negociações e dá preferência para contratar jogadores em fim de contrato ou que possam ser emprestados. A diretoria teme que um grande investimento possa causar problemas no elenco, sobretudo pelo atraso no pagamento dos direitos de imagem de Ralf, Elias, Danilo e Renato Augusto.

    A tendência é de que nenhum grande nome desembarque no CT Joaquim Grava. Várias opções estão sendo analisadas no Brasil e no exterior. É o caso do brasileiro Jonathas, destaque do Elche no último Campeonato Espanhol. O centroavante, formado na base do Cruzeiro, se animou com o interesse alvinegro, mas aguarda propostas mais vantajosas do futebol europeu.

    Tite também gostaria de contar com mais um meia de criação. O setor está carente desde o começo do ano, quando o clube negociou Lodeiro com o Boca Juniors. Carlos Sánchez, do River Plate, era o grande alvo até por ter contrato apenas até o fim de 2015. No entanto, decidiu ficar no clube argentino para disputar as semifinais da Taça Libertadores.

    Quem está mais próximo é o volante Renê Júnior. O Guangzhou Evergrande acertou liberá-lo por empréstimo, mas o Timão ainda quer que os chineses paguem parte dos salários, hoje na casa de R$ 350 mil. O meio-campista se recupera no CT Joaquim Grava de uma cirurgia no púbis e deve ser liberado para os treinos com bola no início de agosto.

    Veja Também

    Comments (2)

    1. Avatar
      Christian Fabricio Falanga

      Tite cade a base que vc falou que daria chance,pelo que sabemos vc nao quer mesmo e nunca fara ,ja que prefere trabalhar com alguem de nome assim e facil mesmo eu tb aceitaria ser treinador ,a base do timao sempre se vinga nos clubes rivais onde deveria ser no corinthians tudo errado mesmo esse Tite.

    2. Avatar
      Marcelo Haruo Tomita

      Renê Jr ganha cerca de R$350mil e os chineses querem que a gente pague parte do salários dele, no máximo uns R$150mil… cara não tem currículo.

    Comments are closed.