Artilheiro e garçom, Jádson incorpora ‘novo Tite’ e é cada vez mais decisivo

    Na última quarta-feira, o Corinthians enfrentou o Fluminense com diversos desfalques e eram esperadas dificuldades para o líder do Brasileiro. Mas o que parecia complicado ficou simples quando a bola caiu nos pés de Jádson, e o meia terminou o duelo com duas assistências para o 2 a 0. Destaque da campanha alvinegra, ele tem feito as funções de artilheiro e garçom, sendo decisivo para o time de Tite.

    O camisa 10 corinthiano chegou do São Paulo sob desconfiança. Em 2014, teve uma temporada irregular, mas este ano assumiu de vez a titularidade e se tornou peça fundamental. Atualmente, é o vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 9 gols, atrás apenas de Ricardo Oliveira e empatado com Lucas Pratto.

    O faro do artilheiro improvável também se faz presente nos chutes a gol, sendo o sexto que mais acerta os arremates, com 20. Logo, é “caixa” a cada 2,2 no alvo. Mais impressionante, é o fato de ele ser o primeiro meia que aparece na lista. À sua frente, estão o centroavante santista, o atleticano, Walter, Pato e Gabigol.

    Além disso, Jádson também está entre os jogadores com mais assistências, sendo o 3º no quesito, com seis – atrás de Patric e Giuliano. Mas ele lidera, ao lado de Giovanni Augusto, em passes para finalizações, com 52 em toda a competição. Considerando que o Corinthians tem 35 gols na competição, o meia participou diretamente de aproximadamente 43% dos tentos da equipe.

    Jogando pela direita na linha de quatro formada por Tite, o meia tem liberdade para transitar por todos os setores e trocar constantemente de posição com Elias e Renato Augusto, principalmente. Os passes rápidos e de primeira que o treinador tenta implementar desde o seu retorno foram incorporados fielmente pelo jogador.

    “Magic” Jádson – apelido da fiel torcida – é o meia que mais deu passes na Série A, e a grande maioria deles para a área. No entanto, a objetividade resulta em mais erros, e por isso fica atrás de Lucas Lima no número de toques certos.

    Comparando os dois articulares que vem fazendo um ótimo Brasileiro, é possível enxergar a velocidade do jogo do time de Parque São Jorge no fato de que, mesmo ambos se equiparando nas estatísticas, o corinthiano fica muito menos com a bola. Em média, ele controla a pelota por 1min29s por jogo, já o santista por 2min31s.

    Artilheiro do Corinthians, maior assistente do time, o que mais finaliza, o que mais tem a bola e uma maquininha de criar oportunidades, com passes rápidos e precisos, Jádson é, até aqui, o reflexo perfeito das ideias que Tite tenta implementar.

    Veja Também

    Comments (3)

    1. Avatar
      Santoss S Girdinho

      Vai Corinthians

    2. Avatar
      Luh Rodrigues

      joga demais este cara

    3. Avatar
      Eduardo Assiz

      Joga muiiiitooo!

    Comments are closed.