Carille diz que Corinthians não tem queda física e condena erros de passes

  • Daniel Vorley/AGIF

    Carille negou que o Corinthians esteja em "alerta" após tropeços

    Carille negou que o Corinthians esteja em “alerta” após tropeços

Em partida de tempos tão díspares, com ótimo desempenho no primeiro e queda no segundo, o Corinthians ficou no empate por 1 a 1 com o Racing-ARG nesta quarta-feira, em Itaquera. Na avaliação do treinador Fábio Carille, não houve nenhuma questão física que explique a mudança de rendimento, mas sim escolhas erradas com a bola. 

“São vários fatores. Foram erros de passe, a qualidade da equipe adversária, foi recuperar a bola e não dar sequência na jogada e entregar ao adversário. Não nos preocupa a parte física”, resumiu Carille. 

Sobre o momento complicado, de uma vitória em cinco jogos, ele tentou minimizar. “Não tem alerta. Saio de um jogo assim sabendo tudo que aconteceu. Se melhorarmos o passe simples, o adversário não cresce e a gente consegue controlar o jogo. O grande problema do segundo tempo foi desfazer da bola e o adversário com qualidade, então foram superiores. Vejo os nossos erros. Se trabalhássemos melhor a bola, teríamos um melhor segundo tempo”, comentou. 

 

Notícia Anterior

"No segundo tempo a gente deixou de jogar", diz Jô após empate em casa

Próxima Notícia

Torcida do Corinthians se irrita em Itaquera após tropeço: 'Brasileiro é nossa obrigação'