Contra o Santos, Danilo cobra gol 'inédito' fora de casa na Libertadores

    Se o Corinthians chegou à semifinal da Libertadores, deve muito ao que fez dentro do Pacaembu, local onde manda suas partidas. Fora de casa, contra Emelec e Vasco, nas oitavas e quartas de final, respectivamente, a equipe paulista não conseguiu marcar um gol sequer e entrou no jogo de volta precisando de uma vitórias simples. Para o meia Danilo, no entanto, isso não pode ocorrer contra o Santos. As duas equipes se enfrentam no jogo de ida da semi na quarta-feira, às 21h50, na Vila Belmiro.

    “A gente sabe que na Libertadores um gol fora de casa define. É fundamental, ajuda bastante, e a gente vai ter que buscar esse gol fora. Quando estivermos sem a bola, vamos marcar, tirar os espaços, pois a equipe deles tem qualidade. Mas, com a bola, nossa equipe tem a característica de atacar e buscar o gol também”, afirmou o meia, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

    O camisa 10 corintiano ainda fez questão de exaltar o técnico Muricy Ramalho, rival da próxima quarta-feira. Para Danilo, a experiência do treinador neste tipo de competição é um diferencial.

    “Ele é um grande trenador, que sabe jogar esse tipo de competição e tem um estilo de trabalho que ajuda bastante. Então a gente precisa ter muita cautela e encurtar os espaços dos principais jogadores do Santos na quarta-feira. Mas com a posse de bola temos que fazer o nosso jogo”, complementou.

    Reportagem: UOL Esporte

    Veja Também