Corinthians e Palmeiras se reencontram 35 dias depois de “Dérbi que não acabou”

12/05/2018 - 08:28 | Fonte: Globo Esporte


Corinthians e Palmeiras voltarão a jogar 35 dias depois de um dos duelos mais polêmicos da história do Dérbi. Desde o pênalti de Ralf em Dudu marcado e cancelado pelo árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza na final do Campeonato Paulista muita coisa aconteceu dentro e fora de campo. Motivos de sobra para esperar uma partida bastante quente, neste domingo, às 16h, em Itaquera, pelo Brasileirão.

Enquanto o time somou bons resultados depois da perda em casa do título estadual, a diretoria do Palmeiras ainda tenta provar que houve interferência externa na decisão.

Depois de o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo rejeitar o pedido de impugnação da final, o clube entrou com uma ação chamada “mandado de garantia” no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que o órgão obrigue o TJD-SP a analisar o mérito do caso.

Paralelo a isso, a diretoria do Verdão decidiu ir à polícia para tentar provar que a equipe de arbitragem da final do Paulistão não falou a verdade em depoimento no dia 17 de abril, no TJD. O clube contratou um advogado criminalista para entrar no caso.

O Corinthians não quer nem saber da polêmica. Os jogadores têm evitado declarações polêmicas sobre o assunto, principalmente para não criar um clima ruim para o Dérbi deste domingo.

Como chegam

O Timão vai para o clássico depois de avançar para as quartas de final da Copa do Brasil ao fazer 3 a 1 sobre o Vitória, na última quinta, em Itaquera. O resultado serviu para a equipe quebrar uma sequência ruim na temporada.

Depois do título, o Timão venceu três jogos seguidos: Fluminense (2 a 1), Independiente (1 a 0) e Paraná (4 a 0). Os tropeços apareceram logo em seguida. Foram empates contra Vitória (0 a 0) e Ceará (1 a 1), além de derrotas para Atlético-MG (0 a 1) e Independiente (1 a 2). O resultado diante dos argentinos, aliás, embolou a briga pelas duas vagas no Grupo 7 da Libertadores.

O momento do Palmeiras é melhor. O Verdão ainda não perdeu desde o segundo jogo da decisão do Paulistão. São cinco vitórias e três empates. A equipe bateu Internacional (1 a 0), Boca Juniors (2 a 0), Alianza Lima (3 a 1), Atlético-PR (3 a 1) e, na última quinta, o América-MG (2 a 1).

Com 84,4% de aproveitamento dos pontos conquistados como visitante em 2018, o Verdão é hoje o terceiro clube com o melhor retrospecto fora de casa considerando as 18 principais ligas profissionais do mundo. O time de Roger Machado só é superado pela Juventus, da Itália, e pelo Bayern de Munique, da Alemanha.

Como jogam

Fábio Carille pretende repetir a escalação do Corinthians que venceu o Vitória. Ele ainda vai os exames médicos de alguns jogadores, mas já adiantou que não pretende mexer na formação. Fagner, Clayson, Ralf, Renê Júnior e Danilo, lesionados, estão fora.

A provável escalação tem: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho, Jadson, Rodriguinho e Romero.

Provável escalação do Corinthians para o Dérbi (Foto: GloboEsporte.com)

Provável escalação do Corinthians para o Dérbi (Foto: GloboEsporte.com)

O técnico Roger Machado não fez mistério e confirmou a escalação do Palmeiras. Thiago Santos fica com a vaga de Felipe Melo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Moisés, lesionado, também não atua.

O Palmeiras deve começar o clássico com: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Keno e Borja.

Provável escalação do Palmeiras no Dérbi (Foto: GloboEsporte.com)

Provável escalação do Palmeiras no Dérbi (Foto: GloboEsporte.com)

O peso do Dérbi

O clássico deste domingo antecede um jogo muito importante do Corinthians. Na quinta, o Timão pega o Deportivo Lara, às 21h30, na Venezuela, pela Libertadores. A equipe paulista ainda lidera o Grupo 7, com sete pontos, mas Independiente e os próprios venezuelanos aparecem logo abaixo, com seis. O Millonarios é o quarto, com quatro.

Se vencer, o Corinthians garante a vaga na segunda fase com uma rodada de antecedência. Se perder, corre até o risco de ir para a lanterna da chave. Na rodada final, o Timão recebe o Millonarios, em Itaquera.

O Palmeiras também joga pela Libertadores, mas vive situação bem diferente. O Verdão recebe o Junior Barranquilla, quarta, às 21h45, na arena, já classificado. Se vencer, fica com a melhor campanha geral da primeira fase. Se perder, elimina o Boca Juniors, hoje terceiro colocado.