Corinthians na Copinha: hegemonia aumentada

    Depois de vencer a Copa São Paulo de Futebol Júnior pela sexta vez, em 2005, e ter se tornado o maior campeão da competição – superando o Fluminense –, o Corinthians não passou das oitavas nas três edições seguintes. Em 2009, a responsabilidade do técnico Adailton Ladeira era grande e a desconfiança da imprensa também.

    O Alvinegro ficou no Grupo S, em São Carlos, no Estádio Prof. Luis Augusto de Oliveira. A estreia não foi como o esperado: no dia 3 de janeiro, o Timãozinho, que tinha Bruno Bertucci, Marcelinho e Boquita na equipe, empatou em 1 a 1 diante do Paraibano – gol de Fernando Henrique.

    Na segunda rodada, dia 6 de janeiro, o Corinthians fez a lição de casa e superou o Democrata por 3 a 0 – com hat-trick de Marcelinho. Na rodada derradeira da primeira fase, em 10 de janeiro, o adversário foi o São Carlos e, com uma vitória apertada, por 1 a 0 – mais uma vez com Marcelinho anotando –, e assegurou a primeira colocação do Grupo S.

    O adversário da segunda fase foi o Sertãozinho, também em São Carlos, no dia 13 de janeiro. Fernando Henrique abriu o placar, aos 13 minutos do primeiro tempo, mas o adversário buscou o empate pouco depois, aos 20. Ainda no primeiro tempo, Guilherme recolocou o Timãozinho em vantagem, aos 37 minutos, e o placar não foi mais alterado.

    No dia 17 de janeiro, ainda em São Carlos, o Corinthians teve pela frente o finalista da Copinha de 1995: a Ponte Preta. Boquita fez dois, Silvio fez um e a equipe de Parque São Jorge superou o adversário de Campinas por 3 a 1.

    O duelo entre os maiores campeões da Copinha ocorreu nas quartas de final. O Alvinegro encarou o Fluminense, no dia 20 de janeiro, na sua despedida de São Carlos nesta edição da Copinha. Em uma grande partida dos comandados do técnico Adailton Ladeira, o Corinthians venceu por 3 a 0 – gols de Jadson, Sacha e Marcelinho – e avançou à semifinal.

    No último passo antes da decisão, o Avaí foi o desafiante da semi, no Pacaembu, em 23 de janeiro. Cristian abriu o placar para a equipe catarinense, aos 31 da etapa inicial. O empate só veio aos 10 do segundo tempo, com Marcelinho. O empate persistiu e a decisão foi para os pênaltis. Marcelinho, Sacha e Bruno Bertucci fizeram, o Corinthians venceu por 3 a 2 e chegou a mais uma final, a 13ª em sua história.

    O Estádio do Pacaembu, no dia 25 de janeiro, foi o palco mais uma vez da final da Copinha e o Atlético-PR avançou à decisão depois de superar o São Paulo na semifinal. Com mais de 30 mil loucos apoiando, Fernando Henrque inaugurou o marcador, aos 30 minutos da etapa final. Jadson fez o segundo, aos 36. Patrick descontou no minuto seguinte, mas não teve jeito. O Alvinegro superou a desconfiança e sagrou-se campeão da Copa São Paulo pela sétima vez na história.

    Técnico Supercampeão
    Adailton Ladeira chegou ao seu terceiro título da Copinha (2004, 2005 e 2009) e se tornou o maior campeão da competição pelo Corinthians – superando Luizinho, o Pequeno Polegar, que tinha dois (1969 e 1970).

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians
    Campeão Brasileiro 2017