Cuca ganha três reforços para o clássico contra o Corinthians. Confira

    O torcedor do Palmeiras tem motivos para celebrar nesta segunda-feira. Três, especificamente. Na reapresentação do Verdão após a derrota para o Cruzeiro, Felipe Melo, Guerra e Borja treinaram normalmente e devem estar à disposição do técnico Cuca para o clássico contra o Corinthians, nesta quarta-feira.

    Conforme antecipado pela Gazeta Esportiva, Felipe Melo deve adiantar seu retorno aos gramados. O volante não atua desde o dia 11 de junho, quando sofreu uma lesão no músculo posterior da coxa direita e uma fratura na mão, em partida contra o Fluminense, tinha previsão inicial de volta em seis semanas, mas o Pitbull deve ser relacionado após um mês.

    Leia também:

    Cueva de saída?

    Turcos querem Arão

    Gabigol é recusado

    Já Alejandro Guerra fez seu primeiro treino com o grupo desde o afogamento sofrido por seu filho, na última quarta-feira, quando o venezuelano precisou deixa a delegação alviverde no Equador, antes da partida contra o Barcelona de Guaiaquil, para vir a São Paulo, onde ocorreu o acidente. Nesta segunda, o meia publicou um vídeo mostrando a melhora de Assael.

    Por fim, Borja volta ao time após desfalcar o Palmeiras contra o Cruzeiro. O colombiano sofreu uma inflamação intestinal, que o debilitou e fez sofrer peso. No final de semana, já fez atividades físicas leves, e nesta segunda-feira treinou normalmente.

    Em atividade apenas com os atletas que não enfrentaram a Raposa como titulares, o Palmeiras fez um treino pegado na Academia de Futebol. Quando a imprensa teve acesso ao CT alviverde, os jogadores estavam divididos em dois grupos e faziam um coletivo em campo reduzido sob o comando do auxiliar Alberto Valentim. Cuca, ao lado do meia Moisés, acompanhava os trabalhos sentado ao lado do gramado.

    Na atividade intensa, alguns atletas demonstraram excesso de vontade de vencer. Primeiro, Jailson se irritou com um contra-ataque puxado por Borja, que optou por finalizar e perdeu a chance quando os companheiros pediam o cruzamento. No ataque seguinte, porém, o colombiano recebeu elogios ao tabelar com Michel Bastos e balançar as redes.

    Veja Também