Empresário de promessa da base irrita Corinthians ao pedir contrato de estrela

    “Ele está pedindo valores muito altos e brigamos para não pagar isso. Eu tenho um teto, e o que ele quer é mil vezes acima desse teto”, explica o diretor da base José Onofre Almeida.

    A menção do dirigente do Corinthians é a Wagner Ribeiro e às arrastadas negociações para que Fabrício Oya, 16 anos e criado no clube desde a adolescência, assine o primeiro contrato profissional com o clube. Com pedidas que a direção corintiana considera incompatíveis, Wagner, de certa forma, repete a condução de negociações que fizeram com que Lulinha, ainda na base, já ganhasse um salário milionário.

    Onofre se recusa a falar de valores, mas a apuração do UOL Esporte é que Wagner quer luvas de R$ 500 mil para que o contrato com Fabrício Oya seja assinado. Além disso, um ordenado de R$ 13 mil mensais, aproximadamente o dobro do teto salarial da categoria. Essas, porém, são apenas algumas das exigências já realizadas em quatro reuniões do agente com o Corinthians.

    “Nós queremos um projeto para o garoto. Não estamos pensando em salários ou direitos econômicos, mas no que o Corinthians vai fazer com ele a partir do momento que ele se profissionalizar”, explica Wagner Ribeiro à reportagem. “Ele precisa ter um projeto para ser uma realidade”.

    Entre as pedidas de Wagner, além de valores, uma chama a atenção. Ele assegura ter convites de clubes europeus para que Fabrício Oya realize estágios enquanto serve o Corinthians. O UOL Esporte revelou, no último ano, que uma dessas equipes era o Liverpool-ING, mas que a direção havia recusado.

    “Ele vai para lá por 3 ou 4 vezes por ano, fica 20 dias treinando para se adaptar ao futebol europeu. Em troca, o clube de fora tem a prioridade de compra para quando ele tiver 18 anos”, argumenta Wagner. Foi em situação parecida, quando tinha 12 anos, que Neymar, orientado por Wagner, quase deixou o Santos para jogar no Real Madrid.

    “Também queremos ajuda para que ele more perto do Corinthians, para que facilite a vida dele. A família toda mora em Campinas”, explica o empresário.

    Apesar de valores distantes, há um ponto em que as partes concordam: Fabrício Oya quer seguir no Corinthians. “No fundo, o garoto não quer sair e a família está sendo muito correta. Mas queremos um projeto bom para ele. O sonho dele é jogar um dia na Arena Corinthians, ele me confessou isso. Quem nasce corintiano é diferente de tudo”, conta Wagner Ribeiro.

    Jogador do Corinthians desde a infância, o meia Fabrício Oya chamou atenção de clubes europeus na conquista da Copa Milk 2014, um torneio tradicional na base no Velho Continente. Recentemente, mesmo em seu primeiro ano de juvenil, Fabrício saiu do banco para fazer os dois gols na final da Taça BH de Juniores, conquistada recentemente contra o Flamengo.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Notícias do Corinthians

    Comments (22)

    1. Avatar
      Ronaldo Santos

      Vale sim joga muito

    2. Avatar
      Emanuel Barros

      Esse moleque joga muito abre o olho diretoria

    3. Avatar
      Francisco Ronaldo

      o corinthians tem qui prioriza os jogadores do clube não dos empresários só o corinthians e muito mais importante !

    4. Avatar
      Josiel Ferreira da Silva

      Manda embora

    5. Avatar
      Márcio Morais

      Ele ta querendo encher o bolso dele com dinheiro do timão

    6. Avatar
      Ronaldo Camilo

      pega descendo vai jogar nos bambis vagabundo!

    7. Avatar
      Ronaldo Camilo

      empresários …
      esses caras são as escórias corjas de ladrões vagabundos querendo ficar as custas da mulecada!

    8. Avatar
      Alex Silva De Abreu Silva

      Vão a porá bando de empresário ladrões o futebol também está acabando por causa de vocês também

    9. Avatar
      Santoss S Girdinho

      Vai Corinthians

    10. Avatar
      Gilmar Nascimento Bomfim

      Manda embora essa merda

    11. Avatar
      Danilo Freire

      Os empresários quer mamar no Corinthians.

    12. Avatar
      Edvaldo Rotilho

      Esse mlk jogar muito tem Td pra ser um craque mais tbm não pode fazer igual fizeram com o Lulinha um contrato absurdo e não rendê nada no profissional mais acho q da pra chegar em um acordo bom entre as partes

    13. Avatar
      Carlos Ap da Silva

      é o fim da picada,Fora lei pelé

    14. Avatar
      Adailson Silva

      Eu Tenho uma Opinião Formada Sobre esse Assunto… “O Corinthians tá em uma Situação Financeira Complicada, Empresários Se Aproveitam Muito da Atual Situação do Clube e ñ está nem ai se o Corinthians tem ou não Condições de Bancar esse preço de Luvas de R$500 mil Absurda… Quem Acaba com a Carreira desses Meninos é os Seus Empresários porque Acabam pedindo um Valor alto de mais e o garoto Fica entre a Cruz e a Espada… Lamentável” #VaiTimão

    15. Avatar
      Guilherme Sant’Anna

      Manda embora e ponto final onde ja se viu ganhar teto salarial como um do time principal os caras forçam a amizade se sou eu o presidente do clube ja falo pode ir embora pk esse vlor n iremos pagar e ponto final…

    16. Avatar
      Rodrigo Munhoz Ramos

      Simples… Contrato de tempo de experiência… Mostra serviço depois conversa sobre contrato desse tipo… Ai vira um encosto mamando à custa do timão

    17. Avatar
      Vera Lúcia Varella

      esse Wagner Ribeiro ta loko, parece q bebe

    18. Avatar
      Israel Alves

      Empresário no corinthians só quer se encher de dinheiro!! Querem ficar milionarios. e é por isso q o corinthians só tem 10%, 15% e 20% desses meninos da base!! é por causa dessa roubalheira!!

    19. Avatar
      Ricardo Cortopasse

      Com o Tite pode ir embora, nunca terá uma chance

    20. Avatar
      Luiz Gustavo Costa

      Vamo timao, da chance pra base q é a melhor do mundo na atualidade

    21. Avatar
      Claudemir Anjos

      Tite tenq toma no cu pra depois coloca os mulk se fuder tite

    22. Avatar
      Jhessy Rodrigues

      Joga muito… Mais o tite é um fdp… N coloca os mlk pra joga Gabriel Vasconcelos ta lá no banco ta tirano

    Comments are closed.