Tite não garante titularidade a reforços e cita Romero como exemplo

    Giovanni Augusto, Guilherme e André, os últimos reforços contratados pelo Corinthians, estiveram em Itaquera no domingo para assistir à vitória por 1 a 0 sobre o XV de Piracicaba. A expectativa é de que os três se tornem titulares em breve, apesar de o técnico Tite se manter respeitoso com quem já está há mais tempo sob o seu comando.

    “Os atletas que chegaram entrarão aos poucos, sim, mas isso depende do seu desempenho técnico”, avisou Tite, que utilizou Marlone no lugar de Lucca no segundo tempo da partida do fim de semana.

    Segundo o treinador, os reforços vieram ao Corinthians não como sucessores imediatos de quem saiu do time titular como Gil, Ralf, Jadson, Renato Augusto, Malcom e Vagner Love são as baixas em relação a 2015, mas para aumentar as suas opções na hora da escalação.

    “Quando o Corinthians foi elogiado em outras ocasiões, sempre teve competição em cada setor do campo. É o que a gente busca. Precisamos elevar o nível técnico da equipe para que haja disputa entre eles”, disse.

    Por enquanto, quem está jogando procura ser útil ao treinador para não perder espaço quando Willians (ameaça a vaga de Bruno Henrique), Giovanni Augusto (jogaria no lugar de Ángel Romero), Guilherme (na posição de Rodriguinho) e André (no posto de Danilo) estiverem à disposição.

    Romero é um dos que têm aproveitado as suas oportunidades. O atacante paraguaio que passou a maior parte do ano passado no ostracismo já havia se destacado na reta final do Campeonato Brasileiro, com atuação de gala na histórica vitória por 6 a 1 sobre o São Paulo, e foi o melhor da pré-temporada corintiana. Contra o XV, jogou bem e marcou o gol do triunfo.

    “O Romero trabalhou o ano inteiro e apostou em si mesmo. Não quis sair do Corinthians porque acreditava no seu potencial. Quando teve a chance, foi lá e mostrou. É o que os outros ? André, Marlone, Lucca, Giovanni, Guilherme… ? deverão fazer”, indicou Tite, que agora vê o paraguaio como exemplo.

    Seja como for, o técnico prometeu ser paciente com os seus novos comandados. “Todos precisam de um tempo de adaptação para acontecer o mesmo do Romero”, concluiu Tite, sem prever quando esse Corinthians dará bons resultados. “Não dá para saber. O que me deixa contente é ter mais de um jogador para as funções, porque é isso que oferece possibilidade de crescimento. Mas existe um tempo para essa reconstrução. O Romero passou um ano trabalhando para ter a rotina do lugar e volume de treinamentos para tomar as decisões mais acertadas”, reforçou.

    Veja Também

    Comments (4)

    1. Avatar
      timao sempre

      para min se tivesse contratado teo gutierez markinhos gabriel e sebastian blanco seria bem melhor doque guilherme , giovani algusto e andre

    2. Avatar
      Fabio Domingues

      Bora ralar, galera.

    3. Avatar
      Celio Junior

      Não garante mais tem por os caras pra joga pra mostrar suas qualidades em campo se for assim comprou os caras atoa

    4. Avatar
      Jose D. Lira Lira

      ESTA CERTO A CONQUISTA SÃO COM TRABALHO ,.TEM QUE LUTAR PARA SER TITULAR …PARABÉNS TITE…VAIIIIIIIIII…CORINTHIANSSS….

    Comments are closed.