Vagner Love - Besiktas

    Vagner Love e Marcelo Moreno: veja a situação dos atacantes avaliados pelo Corinthians

    Embora ainda sonhe com a contratação de Diego Tardelli, o Corinthians tem analisado outros nomes para reforçar o seu ataque. Nesta terça-feira, os atacantes Vagner Love e Marcelo Moreno tiveram seus nomes ligados ao clube.

    O GloboEsporte.com, então, conversou com representantes dos jogadores para entender a situação de cada um deles nesta janela de transferências.

    Procurados, dirigentes do Corinthians não confirmaram ter negociações com os jogadores, mas as duas possibilidades já foram discutidas internamente.

    Vagner Love

    Campeão brasileiro em 2015, o centroavante deixou o Corinthians ao término daquela temporada em alta com a torcida, com 16 gols em 50 partidas.

    Aos 34 anos, ele tem contrato com o Besiktas, da Turquia, até 30 de junho de 2020. São 16 jogos e sete gols na temporada. Love, porém, fará de tudo para sair nesta janela.

    Por conta de uma crise econômica no país, a situação do futebol turco é difícil. O zagueiro Pepe, por exemplo, acertou sua rescisão com o Besiktas nesta semana.

    Love tem salários atrasados no mesmo clube e está insatisfeito. Por isso, a volta ao Brasil é cogitada. Em agosto, é bom lembrar, Love ficou muito perto do Santos, mas o fechamento da janela impediu o acerto.

    O Corinthians, ciente do cenário, aguarda o desenrolar da situação. Se Vagner Love conseguir ficar livre nas próximas semanas e o clube ainda não tiver um camisa 9, pode entrar nesta disputa.

    Marcelo Moreno

    O boliviano de 31 anos está livre no mercado e avalia a possibilidade de voltar ao futebol brasileiro, onde já defendeu Vitória, Grêmio, Flamengo e Cruzeiro. Em jogo festivo no fim de semana, ele admitiu que tem recebido sondagens de alguns clubes do Brasil, mas ainda nenhuma proposta oficial.

    Apesar de considerar a possibilidade de retorno, Marcelo Moreno tem mercado na China, onde ficou nas últimas quatro temporadas atuando por Changchun Yatai (2015/16) e Wuhan Zall (2017/18). Por lá, conseguiria manter o patamar alto de salário que tem recebido nos últimos anos.

    Veja Também

    Notícias do Corinthians
    Sornoza - Fluminense