Zagueiro Pablo volta a negociar com o Corinthians e afirma: “Quero ficar”

    Pablo não tem problema em falar. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, logo após o treino em que esteve entre os titulares, o zagueiro afirmou que ele e seu representante, Fernando César, voltaram a negociar com o Corinthians. O jogador está emprestado pelo Bordeaux, da França, apenas até o fim desta temporada.

    “Como eu sempre disse, a chance é enorme. Todo mundo sabe que eu quero ficar no Corinthians. Voltamos a conversar novamente e isso é importante. Então a chance é muito grande”, assegurou.

    Se antes já chegaram a um acordo, em agosto, desfeito quando Fernando César disse que o Alvinegro não deu garantias de pagamento, as chances de o defensor permanecer no clube, agora, são grandes, como o próprio fez questão de dizer. Esta ‘novela’, no entanto, não influencia em seu desempenho nos gramados.

    Saiba mais:

    Barcelona também quer joia do Palmeiras

    Colombiano é desejado por times brasileiros

    São Paulo monitora destaque da Série B

    “Por incrível que pareça, não [atrapalha em campo a indefinição]. Tenho conversado com muita gente nos bastidores e sou um cara muito concentrado, muito focado no que tenho que fazer. Quando entro em campo nada me atrapalha, tento esquecer tudo mesmo. São oito meses de negociação e joguei vários jogos com esta indecisão”, acrescentou.

    Apesar da aproximação de um acordo, Pablo não está definitivamente certo com o clube para o próximo ano. Perguntado sobre uma possível saída, ele afirmou que ficaria triste: “Acho que faz parte do futebol. São coisas que nem sempre se encaixam perfeitamente, a vontade do atleta com o destino, vamos dizer assim. Às vezes escolhemos e às vezes não. Caso isso aconteça, e espero que não, vai ficar um sentimento de tristeza. Ficaria triste, mas futebol tem dessas”, completou.

    Questionado pela torcida, recentemente, de que a lesão muscular na coxa esquerda teria suposta relação com a indefinição de seu futuro no clube, Pablo se mostrou tranquilo e procurou amenizar a situação.

    “Se você for comparar quem que me xinga no Instagram com milhões de torcedores do Corinthians que existem não é nada. Levo de boa. É estranho relacionar minha postura como atleta, minha lesão, com não estar jogando. Mas no Corinthians é assim, é pressão e você tem que saber lidar com isso”, finalizou.

    Veja Também