Autor do livro #Hep7aDeRespeito, fotógrafo do Corinthians comenta registro do 7º título brasileiro do Timão

    A temporada 2017 foi marcante para o Corinthians. Duas grandes conquistas — o 28º título paulista e o sétimo título brasileiro — marcaram um dos anos mais vitoriosos da história do clube alvinegro, tendo sempre o registro oficial do fotógrafo Daniel Augusto Jr. E já virou tradição: Timão campeão vira livro de fotos. A nova publicação está para ser lançada: o #Hep7aDeRespeito, contando o heptacampeonato nacional em imagens.

    No clube desde 2008, Daniel fotografou os grandes momentos do Corinthians em todos esses anos, participando também das conquistas. Para o fotógrafo, não há um título favorito.

    “O gosto do #Hep7aDeRespeito tem o mesmo gosto do #EuVoltei, o primeiro livro. Cada um tem sua história própria, todos tiveram o mesmo nível de dificuldade para serem concluídos. Se eu falar que tenho uma preferência, vou estar mentindo. O #Hep7aDeRespeito tem o mesmo respeito de todos os livros que produzi, desde que cheguei ao clube”, disse.

    Mas para chegar ao hepta brasileiro, a conquista do Paulistão foi fundamental. O fotógrafo elegeu o jogo contra o Palmeiras, ainda pela fase de grupos do campeonato estadual, como o grande momento de arrancada da equipe na temporada.

    “Lembro-me muito do jogo contra o Palmeiras na Arena Corinthians, ainda pelo Paulistão. Um time que começou tão desacreditado, chegando para jogar contra o nosso maior rival, histórico. O gol do Jô, nos últimos minutos de jogo, da maneira como aconteceu. Foi um jogo muito marcante, uma virada de página na temporada. Poderia citar aqui qualquer um dos 38 jogos do Brasileirão, mas acho que esta partida marcou a arrancada do time na temporada”, afirmou.

    Sobre as imagens do livro #Hep7aDeRespeito, Daniel elegeu duas sequências de fotos como especiais, mas reafirmou o caráter histórico do livro, contando passo a passo da conquista do sétimo título nacional.

    “Eu gosto muito das imagens do primeiro jogo contra o São Paulo, na Arena Corinthians. Tem uma bela sequência do gol do Romero, que ele recebe e entra batendo. Ficou maravilhoso. Além dessa, tem um registro fantástico do drible do Rodriguinho sobre o Júnior Tavares, lateral do São Paulo, no duelo que terminou empatado no Morumbi. Foi a partir daquele drible que ele fez o cruzamento para o Clayson fazer o gol de empate”, relembrou.

    “Esses dois registros estão perfeitos como sequência e foram jogos marcantes para a gente. Eu destacaria essas duas, se é que tem alguma imagem a ser destacada, pois o livro, como todos os outros, não tem grandes fotografias acrobáticas, mas tem uma história bem contada por um fotojornalista. Se você pegar alguém que não acompanhou o campeonato e que vai olhar o nosso livro pela primeira vez, ele terá a sensação de como as coisas aconteceram, a partir do primeiro jogo contra o Atlético-GO até o ultimo jogo contra o Sport”, completou.

    Por fim, Daniel mandou um recado para a torcida, dizendo que os torcedores podem esperar o mesmo respeito e carinho que tiveram com o time ao longo da temporada.

    “O torcedor pode esperar a mesma dedicação que outros livros receberam. Tinham muitas fotos, eu editei quase mil fotos, para depois selecionar cerca de 300, que entraram no livro. A Fiel tpode esperar a devolução da nossa parte do respeito e do carinho que eles tiveram com o time do Corinthians durante todo o ano”, concluiu.

    Confira as primeiras imagens da impressão do livro do hepta brasileiro do Timão conquistado em 2017.

    Veja Também